image_pdfimage_print
Indústria de Convenções e Exposições
  • Macau dispõe de instalações e condições de topo a nível internacional
  • Tem um vasto conjunto de complexos hoteleiros de grande envergadura
  • Pode oferecer espaços de dimensão superior a 240 mil m2 para a realização de convenções e exposições internacionais,
  • possuindo a capacidade de acolher simultaneamente mais de 10 mil pessoas para a realização de convenções de alto nível
  • A indústria de convenções e exposições obteve acreditação internacional
  • Em 2023, ao Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, (Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento, IPIM) foi atribuído, pela Associação Internacional de Exposições e Eventos (IAEE, na sigla inglesa), o Prémio de Excelência Internacional da IAEE (IAEE International Excellence Award), no sentido de reconhecer os progressos excepcionais que o IPIM tenha conseguido nas áreas como a internacionalização dos eventos de convenções e exposições, a formação de profissionais do sector e o efeito impulsionador do desenvolvimento das indústrias relacionadas, entre outras.
  • Segundo o relatório da Associação Internacional de Congressos e Convenções (ICCA, na sigla inglesa) de 2019, Macau ocupa o 12.º lugar no ranking das cidades da Ásia-Pacífico
  • encontrando-se no 48.º lugar nas Top 50 cidades de convenções do mundo.
  • De acordo com o relatório da Associação Global da Indústria de Exposições (UFI, na sigla inglesa) de 2019, registou-se um aumento de 4,2% no que toca ao mercado de convenções e exposições de Macau.
  • Este aumento fez com que Macau ocupasse o TOP 10 a nível da taxa de crescimento entre os países  e regiões da Ásia-Pacífico.
  • 11 exposições realizadas em Macau obtiveram acreditação.
  • abrangendo áreas de comércio, protecção ambiental, indústria automóvel, indústria naval de recreio, indústria da aviação, entre outras.
  • As exposições internacionais de renome ganham cada vez maior impacto.
  • Em Macau, realizam-se as seguintes actividades de convenção e exposição de carácter representativo:
Fórum Internacional sobre o Investimento e Construção de Infra-estruturas
Fórum de Economia de Turismo Global
Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental de Macau
Feira Internacional de Macau
Expo Internacional de Turismo (Indústria) de Macau
Fórum Global de Madeira Legal & Sustentável
  •  O sector de convenções e exposições de Macau tem vindo a ganhar uma crescente notoriedade e competitividade internacional.
  • Realizaram-se vários eventos de convenções e exposições internacionais de grande envergadura, o que contribuiu para a elevação constante da imagem de Macau enquanto cidade internacional de convenções e exposições.
  • O sucesso na realização de vários eventos, designadamente do Fórum Internacional sobre o Investimento e Construção de Infra-estruturas conduziu a uma projecção internacional de Macau cada vez mais elevada.
  • A aplicação dos modelos «incentivar exposições via convenções» e «captar negócios através de exposições» tem obtido uma eficácia cada vez maior.

Comércio

  • Nos últimos anos, a implementação de várias medidas pelo Governo da RAEM agilizou a generalização das aplicações do comércio electrónico.
  • O valor e o número de transacções de pagamentos móveis registaram aumentos significativos, com uma subida de 39,6% e 37,6%, respectivamente, em 2022, face ao ano anterior.
  • O número de transacções comerciais realizadas, no 4.º trimestre de 2023, situou-se nos 80,5 milhões, aumentando 4,7% relativamente ao trimestre anterior. O montante total das transacções foi de 7,1 mil milhões de patacas, correspondendo a um acréscimo trimestral de 1,5%.
  • Até ao final deDezembro de 2023, o número de aparelhos de pagamento móvel e dos de código QR atingiu mais de 100 mil.
  • Com a plena abertura dos canais do comércio electrónico transfronteiriço, os produtos fabricados em Macau e os dos Países de Língua Portuguesa distribuídos por empresas de Macau, desde que satisfaçam os requisitos estipulados, podem chegar à mão dos consumidores do Interior da China através de empresas de comércio electrónico transfronteiriço.

Cultura

  • Enquanto ponte importante de intercâmbio cultural entre o Oriente e o Ocidente ao longo de mais de 400 anos, Macau dispõe de uma cultura e uma história únicas que oferecem alicerces e vantagens sólidas para o desenvolvimento da indústria cultural.
  • Segundo as Estatísticas das Indústrias Culturais referentes a 2019, existiam 2.454 organismos em actividade e 13.659 indivíduos ao serviço. As receitas de serviços cifraram-se em 7,9 mil milhões de patacas, e o valor acrescentado bruto fixou-se em 3,0 mil milhões de patacas.
  • Em termos gerais, a dimensão da indústria cultural tem apresentado uma endência de desenvolvimento estável. Durante os anos de 2016 e 2019, o valor acrescentado bruto desta indústria, que reflectiu o seu contributo para a economia de Macau, tem aumentado anualmente pelo menos 6%.
  • Actualmente, Macau conta com 159 edifícios históricos inscritos como Bens Imóveis Classificados (edifícios patrimoniais) e 70 itens do Património Cultural Intangível, compostos por eventos festivos e costumes, cultura gastronómica e artesanato tradicional locais, que estão protegidos pela Lei de Salvaguarda do Património Cultural, e dos quais, 11 foram incluídos na Lista Nacional de Manifestações Representativas do Património Cultural Intangível da China.
  • Foram criados vários eventos culturais de alta notoriedade, tais como o Festival de Artes de Macau, o Festival Internacional de Música de Macau, o Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa, Arte Macau, os Hush! Concertos, entre outros.
  • Foi criada igualmente a Casa da Literatura de Macau, enriquecendo ainda mais o ambiente cultural da cidade.
  • O Governo da RAEM está a tentar obter apoio dos departamentos competentes do Governo Central na realização de espectáculos em Macau, com vista a materializar o objectivo de se transformar na “Cidade do Espectáculo” no âmbito de “Uma Base”.

Desporto

A realização de eventos de turismo desportivo com características próprias, nomeadamente o Grande Prémio de Macau, a Maratona Internacional de Macau e o Torneio de Campeões WTT Macau, aliado ao reforço da colaboração entre as empresas, associações e instituições locais, visa servir o desporto como uma plataforma para impulsionar a integração profunda entre o desporto, o turismo e as indústrias conexas, de forma a ajudar a aumentar os efeitos sinergéticos do“Desporto +”.

O Governo da RAEM está empenhado em realizar continuamente mais eventos desportivos de grande escala e de alto nível, com vista a criar eventos desportivos de referência com características próprias de Macau, em prol do desenvolvimento de Macau enquanto “Cidade do Desporto”.