Informação turística

Turismo

A indústria do turismo tem sido uma das áreas prioritárias estratégicas que deve ser desenvolvida a fim de aumentar o crescimento nacional. O objectivo é posicionar Timor-Leste como um local repleto de experiências turísticas que valorizam as suas belezas naturais, culturais e de património.

 

Futuros desafios

O sector do turismo ainda se encontra nas suas fases iniciais de desenvolvimento, mas um número crescente de visitantes internacionais e uma infra-estrutura turística emergente abrem perspectivas positivas para o futuro. O planeamento do desenvolvimento de infra-estruturas e a priorização de projectos já consideram as necessidades do sector do turismo, incluindo:

  • Conclusão de um centro de formação em turismo e hospitalidade em Díli
  • Criação de centros de informação turística em Díli, Lospalos, Balibó e Baucau
  • Regulamentação adicional da indústria dos táxis (por exemplo, tarifas normalizadas, normas mínimas para automóveis e um sistema de bilhetes de preço fixo regulamentado no aeroporto de Dili)

Fonte:Timor-Leste Investment Guide

 

Chegada de Estrangeiros ao Aeroporto de Dili, por país de origem, 2014 até 2019

Países20192018201720162015
Austrália10,56210,56212,19811,58212,186
Brasil525525711606645
China7,4557,4557,5247,5135,259
Estados Unidos da América1,8681,8682,1482,300112
Filipinas2,1732,1733,1483,1033,621
Índia712712734811868
Indonésia9,0819,08118,53817,83415,130
Japão1,4481,4481,4611,4031,373
Malásia1,3861,3861,6141,7551,782
Nova Zelândia656656755731790
Paquistão127127134101102
Portugal6,6056,6057,4607,1728,378
Reino Unido1,0051,00524642,052
Singapura1,1471,1471,4191,3351,355
Outros países7,6867,6869,3209,2017,873
Total52,43652,43667,18865,81862,359

Fonte: Departamento de Imigração, Polícia Nacional de Timor-Leste

 

Zona Turística Central

A Zona Turística Central abrangerá a capital de Díli, a Ilha de Ataúro e a região de Maubisse. Sendo a capital e a principal porta de entrada do país, será conduzido um projecto dinâmico de desenvolvimento turístico para garantir que Díli oferece aos visitantes uma gama completa de serviços e opções que se esperam da capital da Nação. Isto incluirá vastas opções de alojamento para satisfazer visitantes com todos os tipos de orçamento, incluindo turistas com mais poder de compra que procuram alojamento do estilo de estâncias.

Será aberto um Centro de Informações Turísticas sobre Timor-Leste, em Díli, para prestar informações sobre sítios de interesse local. Díli será uma cidade que exibirá a sua história colonial portuguesa, através da protecção e reabilitação de edifícios e monumentos portugueses.

A localização oceânica de Díli será promovida, incluindo o Cristo Rei. Será implementada uma iniciativa de desenvolvimento na face costeira para embelezar a parte da praia, deixada a descoberto pela maré-baixa e criar percursos pedestres junto à praia dos coqueiros. O Cristo Rei continuará a ser um foco significativo e um marco de Díli, devendo ser estabelecida uma estância ecológica sustentável na praia por trás do Cristo Rei.

Fontes: