Posicionamento estratégico do País (Moçambique)
Bandeira Nacional
Mapa
Breve ApresentaçãoMoçambique localiza-se no sudeste da África, sendo um importante foz e corredor regional de transporte. Possui uma área territorial cerca de 800 mil km² e, em 2018, uma população de cerca de 28,86 milhões de habitantes. A capital é Maputo e é o centro político, económico, cultural e de transportes do país, sendo também, o porto mais ocupado da África.
Ambiente de Investimento

Moçambique encontra-se socialmente estável a longo prazo, tem um crescimento económico acelerado e vantagens geográficas destacadas. O país é rico em recursos minerais e naturais como carvão, gás natural, florestas, recursos hídricos, agricultura e pesca. Nos últimos anos, o governo local tem aumentado os investimentos nas infra-estruturas e envidados esforços para desenvolver o sector de turismo, expandir activamente a cooperação e investimentos exteriores, aperfeiçoar os diplomas legais e políticas relativas aos investimentos estrangeiros, de modo a melhor o ambiente de negócios.

O Doing Business Report 2020, publicado pelo Banco Mundial, aponta para um aumento da classificação de Moçambique, nos aspectos da abertura de empresas, da obtenção de alvarás de construção, da obtenção de electricidade e do registo de propriedades.

Moçambique é um país predominado pela agricultura, com cerca de 70% da sua população dedicada à produção e processamento de culturas, como milho, arroz, soja e mandioca. A indústria do processamento é dominante visto que os recursos minerais são ricos, tem atraído várias empresas internacionais dedicadas aos recursos minerais para realizar investimentos e proceder à exploração.

Situação Geral do Comércio

Os principais destinos de exportação de Moçambique são a África do Sul, a Índia, a China e a Itália, sendo os principais produtos exportados os produtos de alumínio, os recursos energéticos, os produtos minerais e o tabaco. As principais origens de importação de Moçambique são a África do Sul, a China, os Emirados Árabes Unidos e Singapura, sendo os principais produtos importados o crude, os recursos energéticos, alimentos, equipamentos electromecânicos, automóveis e electrodomésticos.

Os principais produtos que a China exporta para Moçambique incluem os motores, os combustíveis minerais, os equipamentos mecânicos e as peças para automóveis, enquanto os principais produtos que a China importa da Moçambique são a madeira, o minério, a ração e o peixe.