Posicionamento estratégico do País
Bandeira Nacional
Mapa
Breve ApresentaçãoGuiné-Bissau localiza-se na costa ocidental da África, tendo uma área terrestre de 36 mil km² e um mar territorial de 8.120 km². É composto por 88 ilhas da Guiné Bissau, onde vivem cerca de 1,9 milhões de habitantes. A capital Bissau, sendo a maior cidade do país é uma região autónoma e o centro político, económico e cultural do país.
Ambiente de Investimento

Guiné Bissau possui recursos naturais e desenvolve em simultâneo a agricultura, a pecuária e a pesca. O país está disposto para investidores estrangeiros, com poucos requisitos de entrada no mercado. Graças à abundante mão-de-obra, o país oferece vantagens em termos de custos. Os preços dos produtos primários são baixos, e o país está disposto para as indústrias básicas. As acções políticas do governo da Guiné-Bissau estão focados na redução da pobreza, na construção de instalações de energia eléctrica, os projectos portuários, as redes de comunicação, as instalações da pesca, a construção de estradas, as instalações aeronáuticas, o desenvolvimento do turismo, entre outros.

O Doing Business Report 2020, publicado pelo Banco Mundial, aponta que, no ano de 2018/19, a Guiné Bissau subiu uma posição no ranking da facilidade de fazer negócios, tendo progressos, principalmente, na abertura de empresas e na obtenção de alvarás de construção.

A Guiné-Bissau é um país tipicamente agrícola, com 80% da sua população dedicada ao sector agrícola, e os principais produtos agrícolas o arroz, as castanhas de caju, a palmeira, a mandioca e o amendoim. Além disso, a pesca e a silvicultura também são recursos importantes. Os produtos exportados da silvicultura são utilizados para a construção e o mobiliário. O sector dos serviços representa uma parte significativa da economia do país, principalmente os serviços comerciais e de restauração. A base industrial do país é relativamente fraca e os recursos minerais não estão totalmente aproveitados.

Situação Geral do Comércio

Os principais destinos de exportação da Guiné-Bissau são a Índia, a China, o Vietname, Singapura e os Emirados Árabes Unidos, sendo os principais produtos o caju, o peixe e diferentes tipos de camarão. As principais origens de importação da Guiné-Bissau são Portugal, Senegal, Paquistão e a China, sendo os principais tipos de produtos os produtos alimentares, os produtos petrolíferos e os bens de capital.

As exportações da China à Guiné-Bissau são principalmente produtos electrónicos, produtos de alta tecnologia, têxteis, etc., e os principais produtos importados da Guiné-Bissau são castanha de caju, gergelim, amendoim e madeira.