Posicionamento estratégico do País
Bandeira Nacional
Mapa
Breve Apresentação Guiné-Bissau localiza-se na costa ocidental da África, tendo uma área terrestre de 36 mil km² e um mar territorial de 8.120 km². É composto por 88 ilhas da Guiné Bissau, onde vivem cerca de 2 milhões de habitantes. A capital Bissau, sendo a maior cidade do país é uma região autónoma e o centro político, económico e cultural do país.
Situação de Investimento

Situação de Investimento Guiné Bissau possui recursos naturais e desenvolve em simultâneo a agricultura, a pecuária e a pesca. O país está disposto para investidores estrangeiros, com poucos requisitos de entrada no mercado. Graças à abundante mão-de-obra, o país oferece vantagens em termos de custos. Os preços dos produtos primários são baixos, e o país está disposto para as indústrias básicas. As acções políticas do governo da Guiné-Bissau estão focados na redução da pobreza, na construção de instalações de energia eléctrica, os projectos portuários, as redes de telecomunicação, as instalações da pesca, a construção de estradas, as instalações aeronáuticas, o desenvolvimento do turismo, entre outros.


A Guiné-Bissau é um país agrícola, com 80% da sua população dedicada ao sector agrícola, a pesca e a silvicultura também são recursos importantes. O País detém exclusivamente uma zona económica cerca de 70.000 Km2 e uma área florestal de 2.34 milhões de hectares.


O sector dos serviços representa uma parte significativa da economia do país, principalmente os serviços comerciais e de restauração. A base industrial do país é relativamente fraca e os recursos minerais não estão totalmente aproveitados.


De acordo com o “Relatório de Investimento Mundial de 2021” publicado pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), nota-se que até finais de 2020, Guiné Bissau atraiu o stock de investimento directo exterior no valor de cerca US$320 milhões. Com base nas estatísticas do Ministério do Comércio da China, até finais de 2020, o stock de investimento directo da China em Guiné Bissau registou cerca de US$24.27 milhões. Além do investimento em armazéns para equipamentos da pesca, existem principalmente empresas de comércio registadas por empresas privadas ou comerciantes individuais.

Comércio de Produtos

Em 2020, os principais destinos de exportação da Guiné-Bissau são a Índia, a China, a Singapura e o Vietname, sendo os principais produtos o caju, o peixe e diferentes tipos de camarão. As principais origens de importação da Guiné-Bissau são Portugal, Senegal, Paquistão e a China, sendo os principais tipos de produtos os cereais, os minerais e as bebidas.


Em 2020, os produtos que a China exporta para a Guiné-Bissau são principalmente arroz polido, barcos para o processamento e conservação de peixe e tijolos, enquanto os principais produtos que a China importa da Guiné Bissau é a nova emissão de notas.