Posicionamento estratégico do País
Bandeira Nacional
Mapa
Breve Apresentação O Brasil localiza-se no sudeste da América do Sul e é o país com uma área terrestre mais extensa e com mais população da América Latina. A área terrestre do país é superior a 8,50 milhões quilómetros quadrados, tendo uma população de mais de 200 milhões de habitantes. Brasília é a capital e é o centro político do Brasil. São Paulo é a cidade mais populosa, sendo também o centro nacional da indústria e comércio, financeiro e de transportes do Brasil.
Ambiente de Investimento Como o Brasil possui um sistema jurídico completo, tendo um grande mercado, um grande número de recursos, grande impacto no mercado internacional e uma grande potencialidade de desenvolvimento económico. Nos últimos anos, o governo tem lançado uma série de medidas de reforma para revitalizar a economia, de forma a reduzir os custos de operação das empresas e elevar o nível de abertura do mercado. De acordo com as estimativas da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), em 2019, o Brasil registou um aumento nos investimentos directos estrangeiros de 26%, atingindo 75 mil milhões, e tornou-se a quarta maior economia do mundo.

O Doing Business Report 2020, publicado pelo Banco Mundial, apontou para uma melhoria do Brasil na abertura de empresas e do registo de propriedades.

O sector dos serviços é o sector mais produtor do Brasil, representando cerca de 73,2% do PIB, dentro do qual, o turismo é consideravelmente competitivo a nível internacional. Além disso, o Brasil é uma economia exportadora de produtos agrícolas, exportando essencialmente os produtos como soja, milho, cana de açúcar, café e tabaco. O seu sector de indústria encontra-se no topo da América Latina, como a energia nuclear, a telecomunicação, os componentes electrónicos e a fabricação de aviões encontram-se numa posição avançada a nível mundial.

Situação Geral do Comércio Os principais destinos de exportação do Brasil são a China, os Estados Unidos da América, a Holanda e a Argentina, sendo os principais produtos a soja, o petróleo e os minérios de ferro. As principais origens de importação do Brasil são a China, os EUA, a Argentina e a Alemanha, sendo os principais produtos o petróleo, as embarcações e as peças para automóveis.

Desde 2009, a China tem sido o maior parceiro comercial do Brasil durante 10 anos consecutivos. Ao mesmo tempo, o Brasil, além de ser o maior parceiro comercial da China na América Latina, é, também, o maior parceiro da China no âmbito dos BRICS. Os tipos de produtos que a China exporta para o Brasil são principalmente as máquinas e os equipamentos electrónicos para as embarcações, enquanto os produtos que a China importa do Brasil são principalmente a soja, o petróleo e os minérios de ferro.