Sectores do Turismo e de Lazer
  • Em Julho de 2005, o Centro Histórico de Macau foi inscrito na Lista do Património Mundial da UNESCO, o Centro, cujo núcleo é a baixa de Macau, é formada por 20 edifícios arquitectónicos de estilo oriental e ocidental e 8 praças. O Centro Histórico é um importante cartão de visita do sector de turismo.
  • Em Novembro de 2017, foi designada Cidade Criativa em Gastronomia pela Rede das Cidades Criativas da UNESCO (UCCN), estando vários restaurantes listados em rankings internacionais como Guia Michelin, Top 50 restaurantes da Ásia, Black Pearl Restaurant Guide e Forbes Travel Guide. Em 2019, entraram em Macau 39,406 milhões de visitantes, a despesa total dos visitantes fixou-se em 64,08 mil milhões de patacas, sendo que o VAB do sector do turismo e do jogo representam cerca de 50% do VAB de todos os ramos de actividade económica de Macau.
  • Durante o ano de 2019, entraram a Macau 39,406 milhões de visitantes e a despesa total dos visitantes fixou-se em 64,08 mil milhões de patacas. O VAB dos sectores do turismo e de lazer representa cerca de 50% do VAB de todos os ramos de actividade económica de Macau.
  • Em 2020, a epidemia da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus provocou um grave impacto no sector do turismo, no entanto, após o esforço de várias partes, a luta contra a epidemia atingiu resultados positivos. Desde Julho do mesmo ano, foi possível ir recuperando gradualmente o contacto entre as pessoas do Interior da China e de Macau e o número de visitantes que entram em Macau. No ano 2020, chegaram a Macau 5,897 milhões de visitantes e a despesa total dos visitantes foi de 11,94 mil milhões de patacas.
  • Macau contava, até ao final de Dezembro de 2020, com 132 estabelecimentos hoteleiros, oferecendo um total de 41.884 quartos.